Arquivo Público: Documentos revelam a história de SP

Visitantes utilizam luvas para manusear os documentos pesquisados (Por: Laysa Elias)

Postado por: Bruno Laforé

O Arquivo Público do Estado de São Paulo é uma opção de passeio cultural bastante diferente e interessante na cidade de São Paulo. Ele reúne, em seu acervo, cerca de 10 mil metros lineares de documentação permanente, como manuscritos, jornais, revistas, mapas, fotografias e ilustrações. Além desses documentos, estão sob a guarda do Arquivo, aproximadamente, 16 mil metros lineares de documentação intermediária, que compõem o Arquivo Administrativo, e uma biblioteca com, estimadamente, 45 mil livros. Os documentos públicos paulistas passaram a ser organizados em 1721, mas foi em 1938 que o Arquivo do Estado assumiu a forma que tem hoje.

 O inventário do sapateiro Damião Simões, de 1578, é o mais antigo dos documentos lá encontrados. Os mais recentes são os jornais que vão sendo arquivados a cada dia. Os arquivos são adquiridos através de doações ou compras, no caso de documentos privados, pertencentes a personalidades de relevância política ou social. Se necessário, os documentos partem para a restauração ou são encaminhados, diretamente, à sala onde ocorrerá a digitalização de todo material. Após esse processo, o material pode ser armazenado.

 O assunto mais procurado varia de acordo com os visitantes. “Entre os pesquisadores, há predileção por documentos manuscritos do período colonial e do Brasil Império. Já os estudantes de ensino médio utilizam mais o acervo de jornais, em busca de fatos cotidianos de épocas passadas. Além disso, são consultados freqüentemente os arquivos do DEOPS – Departamento Estadual de Ordem Política e Social, documentação sobre imigração e o acervo de jornais e revistas do Arquivo Público”, afirma a Diretora do Núcleo de Comunicação do Arquivo Público do Estado, Verônica Cristo.

Digitalizadora de grandes encadernados: da folha de papel à tela do computador (Por: Laysa Elias)

É possível encontrar grande parte do acervo diretamente na internet, para facilitar as pesquisas presenciais vale a pena levar os códigos de acesso a cada peça, encontrados no site. Há também um perfil do órgão no Twitter, o qual é atualizado diariamente com as suas novidades mais importantes.

 O Arquivo Público do Estado de São Paulo fica aberto para o público de terça a sábado, das 9h às 17h, mas o horário limite para solicitar documentos é às 16h. Às segundas, ocorrem algumas visitas guiadas, que permitem a entrada dos visitantes nos bastidores do prédio. O acesso é muito fácil aos estudantes, inclusive, pois o prédio fica ao lado da Estação Tietê do Metrô.

Anúncios

Publicado em 24 de agosto de 2011, em Cultura e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 2 Comentários.

  1. Editoria de Cultura

    Alô galera do ehtipointernet, nós somos os pucstituidos http://pucstituidos.wordpress.com/ (jornalismo noturno) editoria de cultura e viemos avisar que nossa próxima pauta, semana que vem, dia 01/09, será o Festival de Curtas.
    Abraços

  2. Olá pucstituídos! Muito legal a pauta de vocês. Para a semana que vem, estamos preparando um especial sobre a feira de antiguidades da praça Benedito Calixto e a resenha do livro “As deusas e a mulher”. Obrigado pela visita! Abraços.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: