Prefeitura de São Paulo: favoritos ainda não têm nome para 2012

Marta Suplicy (esq.) e Fernando Haddad são as principais forças do PT para a disputa no ano que vem (Foto: Para Político)

Postado por: Pedro Hallack

Ainda estamos a mais de um ano das eleições municipais de 2012. Apesar disso, a movimentação nos bastidores já é intensa para definir quem será o sucessor de Gilberto Kassab (Partido Social Democrático) como prefeito de São Paulo. Enquanto o Partido do Movimento Democrático Brasileiro, o Partido Trabalhista Brasileiro, o Partido Comunista do Brasil, o Partido Verde e os Democratas já têm candidaturas engatilhadas para o pleito, o Partido dos Trabalhadores, o Partido da Social Democracia Brasileira e Kassab ainda não definiram quem serão os seus respectivos candidatos.

Pelo PT, o ministro da Educação, Fernando Haddad, os senadores Marta e Eduardo Suplicy e os deputados federais Carlos Zarattini e Jilmar Tatto são os pré-candidatos à Prefeitura. Se de um lado esses três últimos têm uma chance mínima de emplacarem, do outro, Haddad aparece como o favorito para receber a indicação do partido. Para isso, conta com o apoio do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e de algumas das principais lideranças petistas, que querem uma cara nova na disputa, para acabar com a rejeição do PT diante da elite paulistana. Pesa contra o atual titular do MEC o fato dele ser pouco conhecido pelo eleitorado da capital paulista, o que dá esperanças à Marta Suplicy, que aposta na sua força dentro da militância para concorrer ao cargo pela quarta vez seguida. Em virtude disso, Lula tem articulado internamente para que o partido não realize prévias com os seus filiados, uma vez que isso tende a favorecer a senadora.

Já os movimentos de DEM e PSD em relação à eleição só serão concluídos após o PSDB ter uma definição sobre qual será o seu candidato. Caso este seja o ex-prefeito e governador de São Paulo, José Serra, ou o senador Aloysio Nunes, a chance de ambos os partidos apoiarem os tucanos no maior colégio eleitoral do país é grande. Dentro desse contexto, o PSDB entraria como grande favorito para ganhar as eleições, mas parece que não será esse o cenário no ano que vem. Os dois aliados têm deixado muito claro que não têm intenção de disputar o pleito, abrindo espaço para que três secretários do Governo do Estado disputem a vaga. São eles Bruno Covas (Meio Ambiente), neto do ex-governador Mário Covas (PSDB) e o favorito de Geraldo Alckmin (PSDB), atual governador, José Aníbal (Energia), que tem certo peso dentro do partido e Andrea Matarazzo (Cultura), próximo de Serra, mas que corre por fora.

Nessa situação, é bem provável que o DEM vá de Rodrigo Garcia (também secretário de Alckmin, na pasta do Desenvolvimento Social, e muito próximo de Kassab) na disputa e passa a ser certo que o prefeito paulistano lançará um nome que seja seu para o ano que vem. O favorito para tal é outro integrante do governo tucano no Estado de São Paulo, e consiste no vice-governador Guilherme Afif Domingos (PSD), homem de confiança de Gilberto Kassab. Apesar dessa ser a sua primeira opção, também há a chance do peessededista apoiar Eduardo Jorge (PV), secretário municipal do Verde e Meio Ambiente, que deve ser o candidato do Partido Verde para o ano que vem, com ou sem o aporte de Kassab.

Entre os que tendem a serem figurantes nas próximas eleições, as situações já se encontram bem definidas. O PMDB já tem Gabriel Chalita, segundo deputado federal mais votado nas eleições do ano passado, atrás apenas de Tiririca (Partido da República), como pré-candidato. O PTB indicou Luiz Flávio Borges D’Urso, recém-filiado ao partido e presidente da OAB-SP, enquanto o PCdoB anunciou, na presença de Kassab, a pré-candidatura do vereador Netinho de Paula, que por pouco não ganhou a eleição para o Senado no ano passado.

Anúncios

Publicado em 31 de agosto de 2011, em Política e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. 5 Comentários.

  1. Alternativa de esquerda

    E Carlos Gianazzi pelo PSOL!!!

  2. Parece que há um impasse no PSOL sobre quem será o candidato, dizem que o Ivan Valente também está querendo concorrer.

  3. Alternativa de esquerda

    O PSOL está sempre em impasse. Não tinha, ainda, a informação sobre o Ivan Valente.

    O que eu gostaria de ponderar, caro jornalista, é a falta de colocar outros canditados, outras alternativas, nessa matéria aí. Coloquei o Gianazzi porque sabia da pré-candidatura dele.

    Existem mais candidatos em jogo, mais coisas em jogo do que simplesmente nos parece. Cabe a nós, todo dia, estarmos atentos ao que não é dito, está escondido, para que apareça, seja dito, entre na roda.

  4. Ouvi falar em Datena e Netinho de Paula na disputa!

  5. Beleza de texto, meu velho Wilson… Só fiquei com uma pulga atrás da orelha: ouvi falar que o Skaf também estava correndo por fora para se tornar candidato pelo PMDB em 2012. Você tem alguma informação a respeito?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: