John Galliano é condenado em Paris

John Galliano, ex-Dior

Por Monica Dinah

John Galliano foi condenado pelo crime de racismo e antissemitismo dia 08 de setembro em Paris.

Depois de agredir verbalmente um casal em um bar na capital francesa, Galliano viu seus dizeres antissemitas divulgados em todo o mundo via internet.

O fato o levou a ser demitido da maison Dior, da qual era diretor criativo e, de outras marcas do grupo LVMH que controla esta grife, inclusive, a própria marca de Galliano.

A justiça francesa, desde de fevereiro de 2011, data do início dos letígios, julga o caso e, agora, saiu a sentença. Galliano não será preso -, embora na França a pena máxima para este tipo de crime seja de até seis meses de cadeia -, mas, deverá pagar quase 14 mil reais de multa pelas ofensas.

Uma vez que o ex-estilista da Dior não compareceu ao tribunal, quem deu as declarações pós-sentença foi seu advogado Aurélien Hamelle, ele afirmou ter sido uma decisão “sábia” e, que, Galliano estava “muito aliviado” com o resultado do julgamento.

Mas o caso não termina assim. Se Galliano não cometer mais nenhum crime na França pelos próximos 5 anos, um termo condicional pode suspender a multa inicial.

Leia também Crise na Dior parece estar chegando ao fim

Anúncios

Publicado em 8 de setembro de 2011, em Moda e marcado como , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: