Dobradinha Dilma e Alckmin se intensifica

Os dois se abraçaram e trocaram afagos em evento no Palácio dos Bandeirantes (Foto: Blog Na Mira do Garcia)

Postado por: Pedro Hallack

Primeiro houve a unificação dos programas sociais da União e do Governo de São Paulo, o Bolsa Família e a Renda Cidadã, respectivamente. Depois a notícia de que as duas esferas do poder vão se unir na construção do Ferroanel, na zona norte da capital paulista. Sem falar que os governos Federal e Estadual anunciaram a liberação de recursos para a construção do trecho norte do Rodoanel e da Hidrovia Tietê-Paraná. Além de todos esses empreendimentos em conjunto, não tem sido incomum ver Geraldo Alckmin (PSDB), governador de São Paulo, elogiando publicamente a presidente Dilma Rousseff (PT) e vice-versa. O que explicaria essa lua de mel vivida entre o tucano e a petista?

Para Alckmin, a liberação de recursos por parte do Planalto é a chance de fazer com que obras importantes para a infraestrutura de São Paulo saiam do chão. A unificação dos programas de transferência de renda também exprime desejo pessoal do governador paulista, que quer dar um viés mais “social” ao PSDB. Os tucanos que fazem oposição à presidente na Câmara dos Deputados criticam Geraldo, pois consideram que o seu gesto esvazia a sua atuação enquanto oposição.

 Já a presidente da República continua investindo pesado na sua imagem perante a opinião pública. Atitudes como a “faxina ministerial”, distanciamento de figuras graúdas do PMDB, oposição em relação a Ricardo Teixeira e  FIFA no que diz respeito à Copa, aproximação com os tucanos Alckmin e FHC e elogios à grande mídia ajudam Dilma a ganhar espaço na classe média brasileira, que é hoje o setor mais refratário ao PT. Assim como os tucanos da Câmara, os petistas da Assembleia Legislativa são críticos a tal movimentação de Dilma em direção ao peessedebista, pois consideram que esta favorece diretamente a Alckmin do ponto de vista eleitoral.

Quem conhece os meandros da política nacional sabe que não existem santos no jogo. É claro que a aproximação entre a chefe do Executivo Federal e o governador de São Paulo tem um viés político muito forte. Contudo, vale ressaltar que este distensionamento promovido por ambos podia ser muito pior, pois dessa vez ele está sendo feito com base na opinião pública e em projetos para o país, ao invés de se dar apenas por meio da politicagem.

Anúncios

Publicado em 21 de setembro de 2011, em Política e marcado como , , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: