Nós somos os ”99%”

Manifestantes em Wall Street, Nova Iorque

Postado por : Pedro Jorge Ferrari

O mundo atualmente passa por um período de revoluções e insurreições por todos os cantos, desde os estudantes chilenos na América Latina até os protestos árabes contra a tirania de seus regimes governamentais. Em meio a esses grandes acontecimentos, o movimento, iniciado nos Estados Unidos em 17 de setembro e internacionalizado em 15 de outubro através da hashtag #occupywallstreet, cresceu e se tornou uma mobilização mundial contra a parte dominante(financeiramente) da sociedade.

Inspirado nos protestos ocorridos em Madrid, Egito e Tunísia, o movimentou Occupy Wall Street busca grandes mudanças combatendo o sistema das injustiças, o capitalismo. Os manifestantes que se intitulam os ”99%” estão protestando contra os governos, os banqueiros e todos os que se beneficiam e exploram a sociedade, lutando por justiça econômica.

Essa manifestação, contra os 1% ricos, foi iniciada por estudantes e ganhou tamanha proporção que muitos sindicatos, personalidades e até mesmo políticos, aderiram a luta. Alguns intelectuais comparam esse movimento com os protestos contra a globalização, ocorridos em Seattle, em 1999.

Apesar de serem taxados pelas grandes mídias de baderneiros e sofrerem com tentativas de repressão, seja por meio da violência ou não, dos governos, os manifestantes têm ocupado praças e ruas pelo mundo todo, tomando suas decisões democraticamente, a partir de assembleias. As pessoas se dividem em equipes para poder suprir com as necessidades dos que estão acampando, criando comissões de cozinha e limpeza, por exemplo.

O sucesso do movimento social se deu pelas novas tecnologias e sua facilidade em vencer fronteiras tão rapidamente quanto as ideias. Com a convicção de que o sistema capitalista faliu e de que vivemos numa falsa democracia, os manifestantes convocaram grandes filósofos e intelectuais contemporâneos como Slavo Zizek para discursarem sobre as falhas do sistema capitalista e a luta pela igualdade social.

O movimento occupy wall street acordou a população quanto a corrupção e pobreza mundial e independente do desfecho que tiver, será lembrado na história. A ”guerra” dos injustiçados contra o capitalismo continua e por tempo indefinido.

Anúncios

Publicado em 12 de novembro de 2011, em Internacional e marcado como , , , , . Adicione o link aos favoritos. 1 comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: