Publique seu sonho na internet, aliás seu livro

Por Marianne Bufalo

Quem escreve deseja que suas palavras sejam lidas, mas ainda há uma infinidade de burocracias envolvidas na publicação de um livro. Pensando em facilitar a sua vida, caro leitor e escritor, o Ehtipointernet apresenta o Clube de Autores, o primeiro site brasileiro que permite a publicação gratuita de livros de forma 100% sob demanda. Em outras palavras, você pode determinar quanto deseja ganhar por venda e disponibilizá-lo na loja sem pagar absolutamente nada por isso.Uma vez lá, todo e qualquer usuário pode adquiri-lo via comércio eletrônico.

Quando o livro é comprado, o pedido vai diretamente para a gráfica, que imprime um a um, dá o acabamento final e despacha para o comprador – sendo que o autor recebe os direitos autorais após acumular-se um montante mínimo, de R$ 100,00.Entramos em contato com dois autores que publicaram seus livros no site. Confiram as entrevistas.

Thiago Fantinatti, autor de Trilhando Sonhos, nasceu em 20 de novembro de 1979 na cidade de São Paulo.

“No início do ano de 2007 decidi retirar da gaveta um sonho antigo: viajar todo o cone Sul de bicicleta. Até então eu não conhecia alguém que tivesse feito algo parecido, mas aos poucos comecei a estudar e aprender sobre o tema. Em agosto do mesmo ano retirei a poeira de minha velha bicicleta e iniciei meus treinamentos. Aos poucos fui condicionando meu corpo e me apaixonando cada vez mais pelo cicloturismo”, diz Fantinatti.

1) Com o “boom” das novas tecnologias, como você enxerga o valor que o livro impresso tem?

Sou um consumidor de livros digitais. Tenho um dispositivo eletrônico pra leitura e muitas vezes escolho a opção eletrônica pelo custo e também por não ocupar espaço. Porém não abandono os impressos. O livro impresso tem uma magia especial que o eletrônico não tem. Quando falo sobre meu livro para uma platéia tenho uma reação, mas depois que mostro de perto, a reação é de impulso imediato. O livro ainda fascina as pessoas, mesmo as preguiçosas, que não gostam de ler, sentem atração por livros impressos.

2) Na sua opinião, por que a leitura ainda é tão “tediosa” para os jovens em sua grande maioria?

Nossa geração foi traída por professores bobos e sem visão. Dar Dom Casmurro ou similares para uma criança de 12 anos é um crime. Não que este tipo de obra não seja boa, mas não acho adequada na forma como é apresentada. E para piorar ainda somos forçados e avaliados. Conheço gente que lê menos de 1 livro por ano!!! Isso é trauma…

3)  Em que aspecto, na sua opinião, a literatura pode ser considerada cultura?

Em todos os aspectos. Mesmo quando o tema é duvidoso. Os livros, assim como o conteúdo da internet, são reflexos da nossa cultura. Se os livros não andam bem (como a internet) é por causa da cultura

4) Como você conheceu o “Clube de Autores”? Quais as vantagens que o site lhe proporcionou ao publicar seu livro?

Encontrei o Clube de Autores por acaso. O clube quebra um pouco as barreiras burocráticas e comerciais que dominam a indústria de livros. Possibilita que você publique algo rapidamente sem investir um centavo sequer. Para mim isso já é um bom motivo. Sua deficiência está na distribuição, mas a internet compensa um pouco este problema.

5)Por que transformar experiências pessoais em um livro?

Escrevi por vários motivos. Certamente é a forma mais completa de se contar uma história… e adoro contar histórias. Outro motivo é o “ser ouvido”. Acho que todo ser humano quer ser notado, quer que prestem atenção nele e que levem o que diga em consideração. Um livro que conta uma história incomum é perfeito pra isso. Outro motivo é divulgar o cicloturismo, basicamente.

Lílian Matos, autora de Confissões do Passado, nasceu em 13 de janeiro de 1993. Reside em Barra de São Francisco, Espirito Santo. Está cursando pedagogia, na Faculdade Univen de Nova Venécia.

“A tristeza floresce sem ao menos permitir. O amor nos invade sem ao menos percebermos. Escrevo para suportar essas presenças.”  Lílian Matos

“É um livro onde a realidade de uma garota apaixonada e não correspondida a expõe a um mundo totalmente obscuro e nada normal. Longe de tudo, longe de seu mundo, começa a cair em um buraco sem fundo. Começam as revoluções dentro de si.” Lílian Matos

1) Com o “boom” das novas tecnologias, como você enxerga o valor que o livro impresso em papel  tem?
O valor do livro impresso, para mim, ultrapassa os limites, as fronteiras que moram dentro de nós. Sua importância está destinada ao contato, ao poder do toque, do cheiro das folhas que até então é exuberante, fantástico. Seu valor está exatamente nas folhas impressas uma por uma, coisa que a tecnologia retirará com a extinção dos livros, e não haverá tecnologia capaz de suprir o mesmo e fantástico prazer que o livro impresso proporciona. Quem gosta de ler, gosta de livro, ama toda esta coisa, este mundo, estas utopias e certamente os  e-books não causarão tanto efeitos. Não que eu seja contra, agradeceria se meus estimados futuros bisnetos obtivessem o mesmo prazer que eu tenho hoje que é de ter em mãos o “mundo”.
Mundo esse feito por páginas.

2)Em que aspecto, na sua opinião, a literatura pode ser considerada cultura?

 Em todos os aspectos. Desde os primórdios conta-se histórias, que ao passar do tempo foram sendo tituladas em livros. A escrita talvez seja a maior cultura que sobreviveu a todas controvérsias criadas em volta do globo/mundo. A cultura foi escrita, repassada e sim ela é uma cultura que ainda prevalecerá por muitos e muito anos. Escrita á melhor das culturas e mais antiga e viva delas.

3) Como você conheceu o “Clube de Autores”? Quais as vantagens que o site lhe proporcionou ao publicar seu livro?

 Conheci lendo minha habitual revista que é “Literatura” e um dos redatores escreveu sobre como publicar o livro. Como sou uma leitora da revista e sei a seriedade que a mesma carrega, confiei e visitei o site. Depois disso veio-me o desejo imenso de publicar naquele site o meu estimado livro: Confissões do Passado. No momento não vejo vantagem a ser proferida aqui, mas abriu caminho a realização de um sonho muito antigo que tenho e isso foi satisfatório para mim.

4) Você escreveu outros livros depois de “Confissões do passado”?

 Sim. Escrevi mais dois livros, sendo que estou trabalhando no terceiro. E  no momento escrevo artigos científicos, crônicas, poesias, citações.

Anúncios

Publicado em 16 de novembro de 2011, em Cultura e marcado como , , , , , , , , , , . Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: